terça-feira, 18 de agosto de 2009

Invasão árabe

Que o Médio Oriente é uma zona do globo onde o petróleo alimenta fortunas e extravagâncias incalculáveis eu já sabia, o que eu não sabia era que um dos “hobbies” desses árabes era vir para Londres gastar dinheiro.

Julho e meados de Agosto (este ano o Ramadão inicia-se a 22 de Agosto por isso a esta altura estão todos a regressar aos seus países) é a altura em que os árabes invadem Londres, mais exactamente o Harrods. O ponto central da viagem deles é gastar dinheiro no Harrods e durante esse período eles enchem os corredores e as máquinas registradoras dessa famosa loja de departamentos londrina.

Eles são facilmente identificados. As mulheres invariavelmente cobertas pela Abaya, ou quando menos conservadoras têm os cabelos escondidos por lenços e usam túnicas compridas. Apesar de não poderem exibir as roupas que usam por baixo das Abayas, elas fazem questão de exibir malas dos mais famosos designers, com valores sempre superiores aos 4 dígitos e perfumes bastante fortes e com aromas quentes e enjoativos na minha opinião. Os homens apesar de não terem de se tapar ou usar qualquer tipo de roupa ao abrigo do Islão, optam todos pelo já trivial (entre os árabes pois claro!) pólo Ralph Lauren, com o símbolo da marca em tamanho gigante.

As mulheres normalmente andam em grupos e são conduzidas por limusinas e carros topo de gama. Carros de cores vibrantes e de marcas de luxo como Ferraris, Maseratis e Lamborghinis são vistos aos magotes por Knightsbridge, South Kensington e Sloane Square.

Outro ponto que também distingue os árabes ricos dos outros clientes é o facto de optarem muitas vezes por pagarem em "cash" e não experimentarem o que compram.

Pelo menos no meio de tanta crise há alguém que ainda possa esbanjar no comércio de forma a dar alguma dinâmica à economia.

1 comentário:

Xuxy disse...

Tens um selo no meu blog

Bjs*