sábado, 12 de julho de 2008

Guia básico de Londres – O que visitar – Parques e zonas verdes

- Hyde Park - (estação de metro Hyde Park Corner / Marble Arch / Lancaster Gate) Localizado no centro de Londres, este parque cobre 142 hectares com mais de 4.000 árvores, juntamente com Kensington Gardens, que fica adjacente, forma uma das maiores áreas verdes da cidade. O parque tornou-se local tradicional para demonstrações de massa e espectáculos de rock. O mais famoso parque londrino também é bastante conhecido pelo Speakers Corner, onde as pessoas discursam sobre tudo e sobre nada.

- Green Park - (estação de metro – Green Park) Encontra-se entre o Hyde Park e St. James Park. Junto com os jardins de Kensington (Kensington Gardens) e os jardins do Palácio de Buckingham, estes parques formam uma área verde enorme no centro de Londres. O Green parque é dos parques mais simples de Londres, mas uma zona verde bastante agradável.

- St. James Park – (estação de metro - St. James Park) Este parque fica mesmo em frente ao Palácio de Buckingham e tem umas vistas muito bonitas. Com um lago e com uma grande variedade de patos, gansos e pelicanos, este parque é um bom sítio para passear mas devido à sua localização está sempre cheio de turistas.

- Regent Park – (estação de metro - Regent's Park) O Regent Park é a maior área verde da área central de Londres. É um parque com 166 hectares, que inclui jardins maravilhosos com mais de 30000 rosas de 400 variedades. O parque é a maior área desportiva ao ar livre em Londres e oferece uma grande variedade de actividades, bem como a Open Air Theatre, o London Zoo e muitos cafés e restaurantes.

- Holland Park - (estação de metro – Holland Park) O Holland Park, apesar de bastante pequeno se comparado com os outros parques londrinos, tem jardins formais encantadores. Exemplo disso é o jardim holandês com tulipas, o jardim dos íris com um lago circular e um painel de azulejos por trás da arcada de tijolo, o pomar das laranjeiras, o roseiral com inúmeras variedades de rosas e o jardim de Quioto, uma perfeita miniatura oriental dominada por uma queda de água e cingida pelos meandros de um regato. Mas é no bosque que melhor se compreende a singularidade deste espaço: os caminhos estão ladeados por paliçadas de madeira, fazendo do arvoredo um autêntico refúgio tanto para a flora espontânea como para os pássaros, esquilos, coelhos e demais fauna. É um dos jardins mais bonitos de Londres.

- kew gardens - (estação de metro Kew Gardens) The Royal Botanic Gardens, Kew localizado ao sul do Rio Tamisa entre Richmond e Kew, nos subúrbios de Londres, cobre mais de 120 hectares apresentando uma mistura agradável de relvados, jardins e estufas. Uma visita ao jardim botânico dura cerca de 3 horas de caminhada apreciando a beleza do local. Em Julho de 2003 foi considerado pela UNESCO como Património da Humanidade devido ao seu trabalho relacionado à história e desenvolvimento de paisagens e envolvimento com pesquisas científicas a respeito das plantas. (bilhete para visitar os jardins custa 13£ e para visitar o palácio 5£).

- Greenwich Park - (estação de metro - North Greenwich – e depois é preciso apanhar o autocarro 188 até ao Greenwich Park gate) Situado no topo de uma colina, o visitante desfruta de uma maravilhosa vista de todo o Rio Tamisa até a St Paul's Cathedral e para além dela. Tem como vizinhos o Royal Observatory, e o National Maritime Museum.

Sem comentários: